fbpx
Programa - Congresso Escolha Educar
Oradores Programa - Congresso Escolha Educar
Parceiros - Congresso Escolha Educar
Acreditação - Congresso Escolha Educar
Informações - Congresso Escolha Educar

Programa

Dia 29 de abril

17h00 – Acreditações

18h00 – Sessão de abertura

18h15 –  Helena Loureiro – Novas Metodologias de intervenção no âmbito da educação

19h00 – Celmira Macedo – Fundadora da Metodologia EKUI

19h45 – Coffeebreak

20h00 – Tertúlia: Educação e o seu papel para a inovação social

Orlando Rodrigues – Vereador de Educação da Câmara Municipal de Valongo

Emília Moreira dos Santos – Vereadora de Educação da Câmara Municipal da Maia

António correio PintoVereador de Educação da Câmara Municipal de Matosinhos

Catarina Araújo – Vereadora de Educação da Câmara Municipal do Porto

Dia 30 de abril

08h30 – Acreditações

09h30 – Sessão de abertura

09h45 – Deolinda Meira – Reflexões em torno da reserva de Educação e Formação Cooperativas –

10h15 –  Helena Barbieri – Movimento da Escola Moderna

10h45 – Coffeebreak

11h45 – Carlos Neto – Formar Pequenos Pesquisadores na Escola

14H30 –  Joana Rebelo – O método Montessori e a Perspectiva de Educação Infantil

15H15 Mónica Resende – Reggio Emilia um novo olhar para a Educação

16H00Coffeebreak

16H30  – José Pacheco – Educar na comunidade

17H30 – Sessão de encerramento

           

Dia 29

Helena Loureiro - Escolha Educar

Helena Loureiro

Novas Metodologias de intervenção no âmbito da educação

Helena Loureiro é Licenciada em Psicologia. É Representante da Região Norte, na Estrutura de Missão Portugal Inovação Social.
Foi Técnica Superior na Câmara Municipal de Gondomar, Presidente da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Gondomar e Chefe de Divisão da Ação Social e Saúde no Município de Gondomar.
É sócia fundadora e Presidente da Direção da Gondomar Social – Associação de Intervenção Comunitária que tutela a Casa de Acolhimento Residencial Especializado ” Gondomar Coração d’Ouro”.

Celmira - Escolha Educar

Celmira Macedo

Comunidades EKUIzadoras: como se mede o impacto na educação inclusiva

Celmira Macedo é Doutorada em Educação Especial pela Universidade de Salamanca (2013). É professora Universitária desde 1992.
É Autora do livro “Escola de Pais.nee – Guia de Formação Parental no âmbito das necessidades especiais” (2012).
Foi fundadora da Associação LEQUE, que preside desde 2009. É autora da EKUI – Metodologia de Alfabetização Inclusiva e Comunicação Acessível.

Foi considerada a Personalidade da Economia Social de maior relevo em 2017, no âmbito do Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio.

Orlando Rodrigues - Escolha Educar

Orlando Rodrigues

Tertúlia: Educação e o seu Papel para a Inovação Social

Orlando Rodrigues é professor, com Mestrado em Administração Escolar. Exerceu funções de Diretor do Agrupamento de Escolas de Campo e de representante eleito dos docentes do Ensino Básico no Conselho Municipal de Educação.

Foi presidente da Assembleia de Freguesia de Campo, membro da Assembleia Municipal de Valongo e da Assembleia Metropolitana do Porto.

Exerce funções de Vereador na Câmara Municipal de Valongo, tendo assumido os pelouros da Educação, Juventude e Desporto.

Emília Moreira dos Santos

Tertúlia

Educação e o seu Papel para a Inovação Social

Emília Moreira dos Santos é Licenciada em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto e fez ainda uma Pós-Graduada em Comunicação e Marketing Político.

É deputada da Assembleia da República na XII e na XIII Legislatura, integrando as Comissões Parlamentares de Educação e Ciência e da Comissão do Ambiente, Ordenamento do Território, Poder Local, Habitação e Descentralização;

Foi ainda Secretária da Assembleia Municipal da Maia 2013-2017 e presidente da assembleia de freguesia de Barca 2009-2013

cas.

António Correia Pinto - Escolha Educar

António Correia Pinto

Tertúlia

Educação e o seu Papel para a Inovação Social

António Correia Pinto é professor do 2.º ciclo do ensino básico e pós-graduado em Gestão e Consultoria de Formação Contínua pela Universidade de Santiago de Compostela.

Frequentou a Escola Secundária Artística Soares dos Reis, no Porto, e iniciou o seu percurso profissional, em 1975, como professor no agrupamento de escolas de São Mamede de Infesta.

Desde 1990 que exerce funções na Câmara Municipal de Matosinhos tendo passado por diversas funções sendo que, desde 2005, exerce funções de Vereador da Educação da Câmara Municipal de Matosinhos

Catarina Araújo

Tertúlia

Educação e o seu Papel para a Inovação Social

Licenciada em Direito, Ciências Jurídico Políticas, Universidade Portucalense Infante D. Henrique, Porto, concluiu o programa intensivo de gestão na Católica Porto Business School. Pós-Graduada em Direito do Ordenamento, do Urbanismo e do Ambiente, Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, possuí o Curso de Pós-Graduação em Contratos Públicos, Universidade Católica Portuguesa – Centro Regional do Porto e o Curso de Especialização em Fiscalidade para Juristas, Instituto Superior de Administração e Gestão-ISAG e Ordem dos Advogados, Porto.

Chega pela primeira vez à Câmara do Porto como Secretária Geral da CMPEA – Empresa Águas do Município do Porto E.M e, posteriormente, como assessora da Vice-Presidência. Mais tarde ruma a Lisboa, onde foi Chefe do Gabinete da Subsecretária de Estado Adjunta do Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Ministério dos Negócios Estrangeiros e Presidência do Conselho de Ministros e, posteriormente, Chefe do Gabinete do Secretário de Estado Adjunto e da Economia e da Secretária de Estado da Economia, Ministério da Economia.

Dia 30

Carlos Neto - Escolha Educar

Carlos Neto

Formar pequenos pesquisadores na escola

Carlos Neto é Professor Catedrático na Faculdade de Motricidade Humana (FMH) na Universidade de Lisboa. Presidente da Casa da Praia-Centro Doutor João dos Santos.

É atualmente Presidente da Casa da Praia-Centro Doutor João dos Santos.

Foi membro efetivo do Conselho Geral da Universidade de Lisboa (2015-2017). Presidente da FMH (Janeiro de 2010 a Julho de2014), faz atualmente parte do Departamento de Desporto e Saúde e do Laboratório de Comportamento Motor.

José Pacheco - Escolha Educar

José Pacheco 

Educar em comunidade

José Pacheco é Mestre em Ciências da Educação pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto.

Tornou-se conhecido ao fundar a Escola da Ponte em 1976, na cidade de Porto. A escola é baseada em três valores principais: a liberdade, a responsabilidade e a solidariedade, e em nada se assemelha às escolas comuns.

Está a morar no Brasil desde 2007 e atua, em diversos projetos, inclusive, alguns vinculados ao Ministério da Educação. Atualmente colabora com a EcoHabitare, no Brasil onde é Coordenador Pedagógico dos Projetos de Formação.

Joana Rebelo - Escolha Educar

Joana Rebelo

A Pedagogia Montessori e o futuro da educação

É Mãe, Psicóloga, Guia Montessori AMI 3-6 e Co-fundadora da Escola Montessori do Porto.

Após ter terminado a sua formação em Psicologia, decidiu abraçar um projeto de voluntariado que a levou ao Equador. Foi lá que conheceu a Rebecca e Maurício Wild e descobriu a pedagogia Montessori como grande influência do seu trabalho.

De regresso a Portugal e com um projeto que iria mudar a sua vida para sempre, procurou formação em Pedagogia Montessori e iniciou o curso Guia Montessori para crianças de 3 a 6 anos.

Desde então, tem partilhado esta paixão em workshops por todo o país, ao mesmo tempo que abraça novos projetos, nomeadamente, a criação de um espaço capaz de apoiar o desenvolvimento da natural e inerente da criança – a Escola Montessori do Porto.

Deolinda - Escolha Educar

Deolinda Meira

Reflexões em torno da reserva de educação e formação cooperativas

Deolinda Meira é licenciada, mestre e Doutora em Direito, com uma tese subordinada ao tema “O regime económico das cooperativas em Portugal. O capital social”.

Professora e Investigadora na área do Direito no Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto.

Diretora do Mestrado em Gestão e Regime Jurídico-Empresarial da Economia Social. Coordenadora da linha de Economia Social do CEOS.PP.

Mónica Resende - Congresso Escolha Educar

Mónica Resende

Reggio Emilia – A pedagogia da escuta: um lugar no presente

Concluiu em 2011 o Mestrado em Educação Pré-Escolar, tendo desenvolvido a sua prática nos contextos de creche e jardim de infância no Colégio Infantil Cubo Mágico.

Assumiu a função de Coordenadora Pedagógica em 2017, onde acompanha a equipa na implementação, planificação e monitorização de uma prática pedagógica inspirada na abordagem Reggio Emilia. Participou em grupos de estudo internacionais em Reggio Emilia e Pistoia. Coordenadora do Projeto Vila, onde organiza e dinamiza formação para pais, estudantes e profissionais.

Helena Barbiere - Escolha Educar

Helena Barbieri

Modelo Pedagógico do Movimento Escola Moderna

Licenciada e mestre em Ciências da Educação. Atualmente coordena o Serviço de Pós-Graduações da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto. É membro da Comissão Coordenadora do Núcleo Regional do Porto do Movimento da Escola Moderna. Integra a equipa do GAPE – Grupo de Análise de Políticas Educativas, no âmbito das Comunidades de Prática de Investigação (CoPin) do CIIE (Centro de Investigação e Intervenção Educativas) da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto.

Parceiros

Camara de Valongo - Escolha Educar
Congresso Escolha Educar - Múltipla Escolha
Congresso Escolha Educar - KeepUp
Congresso Escolha Educar - António Sérgio
Congresso Escolha Educar - Apei
logo mae d'água-Cogresso Escolha Educar
Logotipo Cubo mágico - Escolha Educar
Super Bock- Escolha Educar.jpeg

Acreditação

Em parceria com o Centro de Formação de Escolas António Sérgio (CFEAS), o  II Congresso Escolha Educar, encontra-se acreditado pelo CCPFC para efeitos de progressão na carreira docente, 12 horas, para Educadores de Infância, professores dos ensinos básico e secundário e docentes de educação especial, mediante a frequência de 2/3 da totalidade das sessões do Congresso/do total das horas de formação e da aprovação de um trabalho escrito de avaliação.
De igual modo se encontra acreditado pela DGAE para Psicólogos Escolares, Assistentes Sociais, Animadores Sócio-Culturais e outro pessoal não docente,  mediante a frequência de 2/3 da totalidade das sessões do Congresso/do total das horas de formação e da aprovação de um trabalho escrito de avaliação

Destinatários: Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Docentes de Educação Especial, Psicólogos Escolares, Assistentes Sociais, Animadores Sócio-Culturais

Condições: Mediante a frequência de 2/3 da totalidade das sessões do Congresso (do total das horas de formação) e da aprovação de um trabalho escrito de avaliação.

Mais informações sobre o processo de acreditação, devem contactar o CFEAS, através do email: cfantoniosergio@esddinis.pt

Como chegar ao Fórum Cultural de Ermesinde

De Automóvel

  • Rua Fábrica da Cerâmica, s/n.º, 4445 – 428, Ermesinde – Coordenadas: 41.2147109, -8.5530276
  •  A4 (Porto – Vila Real), saída em Ermesinde.

 

De Transportes Públicos

As seguintes linhas têm rotas que passam perto de Fórum Cultural de Ermesinde

Causa Solidária

Como já foi anunciado, o Congresso Escolha Educar, não é apenas um evento de educação, é também um evento solidário, uma vez que todo o lucro do mesmo reverte para uma Instituição de Solidariedade Social.

Este ano, a instituição selecionada foi o Centro de Acolhimento “Mãe D´Água”. 

O Centro de Acolhimento “Mãe d’ Água” é uma das valências da Irmandade da Santa casa da Misericórdia de Valongo. Embora o seu campo de acção possa transcender as áreas da chamada Segurança Social, aos fins que, de modo principal prosseguirá, serão efectivamente, o apoio à família e a protecção à infância e à velhice, através da criação de lares, centros de dia, creches e jardins-de-infância, não esquecendo o apoio domiciliário, e ainda a promoção e protecção da saúde.

Saber mais sobre o Centro de Acolhimento “Mãe D´Água”.

 

O Congresso Escolha Educar é um congresso multidisciplinar realizado pela Cooperativa de Solidariedade Social Múltipla Escolha e é um evento que contribui para a troca de ideias e boas práticas educativas.

A 1º edição do Congresso Escolha Educar realizou-se em 2019, na faculdade de Psicologia da Universidade do Porto. O Congresso Escolha Educar contou com a presença de vários oradores de renome, entre eles Ariana Cosme, Carlos Neto e o Vereador da Educação da Câmara Municipal de Matosinhos –  António Correia Pinto. Na totalidade participaram no congresso 350 pessoas, entre elas Professores, Educadores, Vereadores de Educação, Presidentes de Câmaras, Diretores de Agrupamento de Escolas, Diretores de Colégios Privados, alunos etc.

Este ano, o II Congresso Escolha Educar será realizado nos dias 29 e 30 de Abril no Fórum Cultural de Ermesinde, e terá como tema Principal “Educação como fator para a Inovação Social”.

O II Escolha Educar propõe uma reflexão sobre os diferentes métodos pedagógicos e uma conversa para debater de que forma os modelos educacionais podem transformar o paradigma atual. 

Dia 29 de Abril

Dia 30 de Abril

  • Deolinda Meira – Reflexões em torno da reserva de Educação e Formação Cooperativas
  • Helena Barbieri – Movimento da Escola Moderna
  • Celmira Macedo – Fundadora da Metodologia EKUI
  • Joana Rebelo – O método Montessori e a Perspectiva de Educação Infantil
  • Mónica Resende – Reggio Emilia um novo olhar para a Educação
  • José Pacheco – Educar na comunidade

O Centro de Acolhimento “Mãe d’ Água” é uma das valências da Irmandade da Santa casa da Misericórdia de Valongo. A Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Valongo, é uma associação de fiéis, constituída na ordem jurídica canónica, com o objectivo de praticar a solidariedade social, concretizada nas obras da Misericórdia e de realizar actos de Culto católico de harmonia com o disposto no seu compromisso.

A Irmandade constituída por tempo ilimitado tem a sua sede na Cidade de Valongo e exerce a sua acção no concelho de Valongo.

Embora o seu campo de acção possa transcender as áreas da chamada Segurança Social, aos fins que, de modo principal prosseguirá, serão efectivamente, o apoio à família e a protecção à infância e à velhice, através da criação de lares, centros de dia, creches e jardins-de-infância, não esquecendo o apoio domiciliário, e ainda a promoção e protecção da saúde.

Mãe d´agua - Congresso Escolha Educar
Mãe de água - Atividades - Congresso Escolha Educar
Mãe d´água - Praia
Campos de Férias - Mãe d´água

Os Centros de Acolhimento Temporários são estruturas que têm por finalidade o acolhimento de crianças e jovens, no sentido de lhes proporcionar estruturas de vida tão próximas quanto possível às famílias, de forma a garantir os cuidados adequados às suas necessidades e lhes proporcionar condições que permitam a sua educação, bem-estar e desenvolvimento integral.

O Centro de Acolhimento “Mãe d’ Água” destina-se a acolher crianças e jovens de ambos os sexos em situação de perigo com idades compreendidas entre os 0 (zero) meses e os 14 (catorze) anos que residam ou se encontrem em território nacional, priorizando as crianças do concelho de Valongo e do Distrito do Porto.

Objetivos específicos:

  1. Respeitar a individualidade e privacidade das crianças e jovens;
  2. Acompanhar e estimular o seu desenvolvimento físico e intelectual bem como a aquisição de normas e valores;
  3. Garantir, com recurso aos serviços de saúde locais, os cuidados necessários a um bom nível de saúde, particularmente nos aspectos preventivos e de despiste de situações anómalas;
  4. Proporcionar uma alimentação saudável qualitativa e quantitativamente adequada às respectivas idades;
  5. Assegurar os meios necessários à sua formação escolar em cooperação estreita com a família e escola;
  6. Criar, tendo em conta os recursos do meio, as condições para a ocupação dos tempos livres, de acordo com os interesses e potencialidades das crianças.

 

Desta forma, a intervenção no Centro de Acolhimento Mãe d’ Água é orientada por pressupostos que permitam a promoção dos valores essenciais, assim como a interiorização do conceito da família e aceitação da sua história de vida.

Cook in Trevo: Workshop de Biscoitos de Natal

Cozinha inclusiva

Cozinhar é mais do que uma experiência divertida, é uma experiência rica e educativa. Assim, no próximo dia 4 de Dezembro iremos realizar a 2ª edição do Cook in Trevo. Esta atividade é realizada pelo Trevo Ativo em parceria com a Escola Artística e Profissional Árvore.

(mais…)

recrutamento

Recrutamento de Técnicos de AEC

Ciências para Murtosa

Estamos a recrutar técnicos para AEC de Ciências para Murtosa

A Cooperativa M.E. constituiu-se para satisfazer as necessidades de sector social e educativo a nível nacional, através do desenvolvimento sustentável.

Temos por objetivo prestar apoio à comunidade e às famílias. Pretendemos que as nossas ações se traduzam em ajuda efetiva e que a nossa presença seja uma mais valia para as áreas onde as nossas respostas são prestadas.

Cargo: Técnico de Ciências para Murtosa

Função: A função do técnico de AEC é dinamizar as aulas do projeto educativo junto das crianças do 1º ciclo e sempre com uma perspetiva lúdico-pedagógica.

Áreas educativas: 

  • Ciências

 

Oferecemos: 

  • Integração em equipa dinâmica e motivada;
  • Contagem de tempo de serviço;
  • Formação contínua;
  • Contrato de prestação de serviços;
  • Remuneração de acordo com a legislação aplicável;

 

Requisitos:

  • Formação em Educação Básica, Educação de Infância ou equivalentes;
  •  Experiência não-obrigatória, mas valorizada;
  • Gosto pelo trabalho com crianças e adolescentes;
  • Organização e método;
  • Dinamismo, criatividade e proatividade;
  • Capacidade de trabalho individual e em equipa;

Recrutamento de Técnicos de AEC

Candidatura

recrutamento

Recrutamento de Técnicos de AEC

Musicoterapia para Valongo

Estamos a recrutar técnicos para AEC de Musicoterapia para Valongo

A Cooperativa M.E. constituiu-se para satisfazer as necessidades de sector social e educativo a nível nacional, através do desenvolvimento sustentável.

Temos por objetivo prestar apoio à comunidade e às famílias. Pretendemos que as nossas ações se traduzam em ajuda efetiva e que a nossa presença seja uma mais valia para as áreas onde as nossas respostas são prestadas.

Cargo: Técnico de Musicoterapia para Valongo

Função: A função do técnico de AEC é dinamizar as aulas do projeto educativo junto das crianças do 1º ciclo e sempre com uma perspetiva lúdico-pedagógica.

Áreas educativas: 

  • Musicoterapia

 

Oferecemos: 

  • Integração em equipa dinâmica e motivada;
  • Contagem de tempo de serviço;
  • Formação contínua;
  • Contrato de prestação de serviços;
  • Remuneração de acordo com a legislação aplicável;

 

Requisitos:

  • Formação em Educação Básica, Educação de Infância ou equivalentes;
  •  Experiência não-obrigatória, mas valorizada;
  • Gosto pelo trabalho com crianças e adolescentes;
  • Organização e método;
  • Dinamismo, criatividade e proatividade;
  • Capacidade de trabalho individual e em equipa;

Recrutamento de Técnicos de AEC

Candidatura

recrutamento

Recrutamento de Técnicos de AEC

Música para Lourinhã

Estamos a recrutar técnicos para AEC de Música para Lourinhã

A Cooperativa M.E. constituiu-se para satisfazer as necessidades de sector social e educativo a nível nacional, através do desenvolvimento sustentável.

Temos por objetivo prestar apoio à comunidade e às famílias. Pretendemos que as nossas ações se traduzam em ajuda efetiva e que a nossa presença seja uma mais valia para as áreas onde as nossas respostas são prestadas.

Cargo: Técnico de Música para Lourinhã

Função: A função do técnico de AEC é dinamizar as aulas do projeto educativo junto das crianças do 1º ciclo e sempre com uma perspetiva lúdico-pedagógica.

Áreas educativas: 

  • Música

 

Oferecemos: 

  • Integração em equipa dinâmica e motivada;
  • Contagem de tempo de serviço;
  • Formação contínua;
  • Contrato de prestação de serviços;
  • Remuneração de acordo com a legislação aplicável;

 

Requisitos:

  • Formação em Educação Básica, Educação de Infância, Música ou equivalentes;
  •  Experiência não-obrigatória, mas valorizada;
  • Gosto pelo trabalho com crianças e adolescentes;
  • Organização e método;
  • Dinamismo, criatividade e proatividade;
  • Capacidade de trabalho individual e em equipa;

Recrutamento de Técnicos de AEC

Candidatura

recrutamento

Recrutamento de Técnicos de AEC

AFD para Esposende

Estamos a recrutar técnicos para AEC de AFD para Esposende

A Cooperativa M.E. constituiu-se para satisfazer as necessidades de sector social e educativo a nível nacional, através do desenvolvimento sustentável.

Temos por objetivo prestar apoio à comunidade e às famílias. Pretendemos que as nossas ações se traduzam em ajuda efetiva e que a nossa presença seja uma mais valia para as áreas onde as nossas respostas são prestadas.

Cargo: Técnico de AFD para Esposende

Função: A função do técnico de AEC é dinamizar as aulas do projeto educativo junto das crianças do 1º ciclo e sempre com uma perspetiva lúdico-pedagógica.

Áreas educativas: 

  • Atividade Física e Desportiva (AFD)

 

Oferecemos: 

  • Integração em equipa dinâmica e motivada;
  • Contagem de tempo de serviço;
  • Formação contínua;
  • Contrato de prestação de serviços;
  • Remuneração de acordo com a legislação aplicável;

 

Requisitos:

  • Formação em Educação Básica, Educação de Infância, Desporto, ou equivalentes;
  •  Experiência não-obrigatória, mas valorizada;
  • Gosto pelo trabalho com crianças e adolescentes;
  • Organização e método;
  • Dinamismo, criatividade e proatividade;
  • Capacidade de trabalho individual e em equipa;

Recrutamento de Técnicos de AEC

Candidatura

recrutamento

Recrutamento de Técnicos de AEC

Ciências para Esposende

Estamos a recrutar técnicos para AEC de Ciências para Esposende

A Cooperativa M.E. constituiu-se para satisfazer as necessidades de sector social e educativo a nível nacional, através do desenvolvimento sustentável.

Temos por objetivo prestar apoio à comunidade e às famílias. Pretendemos que as nossas ações se traduzam em ajuda efetiva e que a nossa presença seja uma mais valia para as áreas onde as nossas respostas são prestadas.

Cargo: Técnico de Ciências para Esposende

Função: A função do técnico de AEC é dinamizar as aulas do projeto educativo junto das crianças do 1º ciclo e sempre com uma perspetiva lúdico-pedagógica.

Áreas educativas: 

  • Ciências

 

Oferecemos: 

  • Integração em equipa dinâmica e motivada;
  • Contagem de tempo de serviço;
  • Formação contínua;
  • Contrato de prestação de serviços;
  • Remuneração de acordo com a legislação aplicável;

 

Requisitos:

  • Formação em Educação Básica, Educação de Infância ou equivalentes;
  •  Experiência não-obrigatória, mas valorizada;
  • Gosto pelo trabalho com crianças e adolescentes;
  • Organização e método;
  • Dinamismo, criatividade e proatividade;
  • Capacidade de trabalho individual e em equipa;

Recrutamento de Técnicos de AEC

Candidatura

Recrutamento

Recrutamento – Tarefeiras  – Viana do Castelo

A Cooperativa M.E. está a recrutar Tarefeiras para as Escolas de Viana do Castelo.

A Cooperativa de Solidariedade Social Múltipla Escolha, Crl, constituiu-se para satisfazer as necessidades de sector social e educativo a nível nacional, através do desenvolvimento sustentável.

Temos por objetivo prestar apoio à comunidade e às famílias. Pretendemos que as nossas ações se traduzam em ajuda efetiva e que a nossa presença seja uma mais valia para as áreas onde as nossas respostas são prestadas.

 

Cargo: Tarefeiras em Viana do Castelo

Função: A função das tarefeiras é dar apoio em diferentes tarefas na escola (limpeza, organização, acompanhamento das crianças durante as refeições, entre outras) de crianças do 1º ciclo.

Requisitos:

  • Experiência com crianças;
  • Experiência anterior na função;
  • Proatividade, dinamismo e criatividade;
  • Espírito de equipa;
  • Responsabilidade, assiduidade, pontualidade e profissionalismo;
  • Capacidade de trabalho individual e em equipa;

 

Oferecemos: 

  • Integração em equipa dinâmica e motivada;
  • Contrato de prestação de serviços;
  • Remuneração de acordo com a legislação aplicável;